Cuidados com os Bebês no Verão!

Final de ano é sempre uma correria, não é mesmo? Eu ainda inventei de tirar férias em novembro então quando voltei acumulou tudo… Aliás em breve farei um post sobre nossas férias e tudo que aprendi nesses últimos dias.

Mas agora vamos ao post de hoje, falar sobre os cuidados com os bebês no verão!

O verão está quase aí, e nessa época do ano nossos bebês precisam de atenção redobrada em alguns aspectos. Por isso irei falar sobre os cuidados e os produtos que utilizo no Rafa na época mais legal do ano!

Hidratação:

Muita água para nossos pequenos nesse período! Além de correrem mais, as crianças precisam manter-se hidratadas. Por isso SEMPRE leve uma garrafinha de água e ofereça diversas vezes por dia ao seu filho(a). Ele pode não falar ainda, mas certamente irá agradecer e muito por esse cuidado! Atenção especial a praia nesse ponto! Uma fruta e água são essenciais para a criança ficar por um período brincando tranquila.

Protetor Solar:

Eu sou a louca do protetor assumida! Se está brincando na rua eu passo protetor! Na praia utilizo o protetor de hora em hora, principalmente se estiver na água, mesmo embaixo do sombreiro.

No verão passado, quando o Rafa tinha um aninho, eu fazia o seguinte: Antes de sair de casa passava o protetor em creme no corpo inteiro, sem fralda mesmo e quando chegava na praia passava novamente, porém em spray. Hoje eu passo apenas o spray, cuidando para que ele não se exponha ao sol antes de uns 30 minutos, que é o recomendado. E depois sigo reaplicando.

Pela facilidade, meu tipo de protetor preferido é o spray. Com ele não preciso fazer com que o Rafa fique totalmente paradinho, e ele acha muito engraçado a sensação, então torna-se algo fácil de passar e até divertido. Eu utilizo o coopertone baby, porém não estou 100% satisfeita com ele, já que ele faz o Rafa lacrimejar um pouco quando encosta suas mãos nos olhos. Pesquisando um pouco, encontrei esse Bananaboat que é livre de lágrimas. Quero testar e depois conto o que achei.

O que não consegui me adaptar foi o protetor em bastão, indicado para o rosto. Achei muito difícil de passar e acabei não usando. Utilizo em creme mesmo. Quando comprei optei pela linha da Neutrogena Baby e nunca tive problemas com eles, a não ser a dificuldade em passar o bastão no rostinho do Rafa. Porém vou tentar novamente agora que ele está um pouco maior.

Roupas e acessórios com Proteção UV:

Essas roupinhas são algo que uso bastante. Não sei vocês, mas tenho muito receio de deixar o Rafael só de sunga na praia, com toda a parte de cima exposta ao sol. Por isso, mesmo usando bastante protetor solar, ainda utilizo a roupa com proteção. Hoje é possível encontrar diversos modelos, incluindo os chapéus também.  Assim nossos pequenos ficam mais protegidos à exposição solar.

Repelente e Mantinhas Nutti:

Essa é a época que os mosquitos atacam! Chega um certo horário do dia que é praticamente impossível ficar na rua sem usar repelente. E eles não perdoam… Enquanto o Rafa era menor eu utilizava um repelente orgânico a base de citronela, que era muito bom! Depois com a onda de dengue em nosso país eu comprei e utilizo no Rafa o repelente Exposis, que teve um bom desempenho nos testes realizados.

Além do repelente, eu uso e indico as mantas Nutti com nanocápsulas de citronela. E quem pensa que manta e verão não combinam, eu respondo: E as horas do dia que você passa no ar condicionado? E quando você vai passear no final do dia e bate aquele ventinho.

Outra dica que eu sempre dou as mamães: Deixem uma manta no carro. Sim, no carro! Por estarmos no verão, a tendência é deixar os vidros abertos, principalmente enquanto estão parados. E é aí que o mosquito entra e fica lá escondido. É só ligar o carro que ele ataca nossos pequenos. Isso já aconteceu algumas vezes comigo. Por isso sempre deixo uma mantinha no carro. Quando entramos, já coloco no Rafa, ele fica protegido e não tem mais aquelas picadas inesperadas! Ponto pra Nutti!

Além disso, todos os repelente para bebês são indicados a partir dos 6 meses. A mantinha com proteção da Nutti pode ser usada a partir dos 2 meses de vida do bebê, e é uma segurança a mais que podemos utilizar. Vale lembrar que a partir do momento que o bebê está liberado para utilizar repelentes convencionais, o uso é recomendado junto com a manta, para reduzir ao máximo a chance de picadas.

Semana que vêm vou falar sobre segurança na água e contar um pouco sobre a nossa experiência (que não foi nada legal) com o Rafa antes mesmo do verão chegar.

Com carinho,

Bruna Bongiolo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *