O desenvolvimento da minha criança está ideal para a sua faixa etária?

Mamães de primeira viagem são comumente bombardeadas com uma série de dúvidas em relação ao seu bebê, como cuidar, dar banho, se o aleitamento está sendo feito da maneira correta, quando o umbigo vai cair, entre tantos outros questionamentos. São tantas as questões… Mas, uma pergunta, em especial, persiste na mente das mamães: será que meu filho apresenta o desenvolvimento infantil ideal para a sua faixa etária? Por isso, no post de hoje, você vai tirar esta dúvida e entender se o desenvolvimento do seu filho está ideal. Acompanhe abaixo:

Mas, afinal, qual o desenvolvimento infantil ideal?

Para cada fase da infância, há habilidades específicas que são desenvolvidas ao seu tempo. É muito importante levar em conta que o desenvolvimento pode variar de criança para criança, já que cada uma é um ser único que segue seu próprio ritmo. A seguir, veremos como ocorre o desenvolvimento na fase conhecida como “lactente”.

Faixa etária – 0 a 2 anos

0 a 3 meses

O bebê é completamente dependente da mãe, que passa a conhecer os sinais que ele começa a emitir. Logo, nas primeiras semanas, ocorre o fortalecimento da musculatura e o bebê começa a controlar um pouco mais os movimentos dos membros e cabeça. Quando deitado de bruços, consegue levantar a cabeça por alguns segundos.

É o começo também da comunicação visual, emocional e auditiva com aqueles que são mais próximos ao bebê. Ele passa a reconhecer rostos e vozes e responde com um sorriso.

Entre 4 a 6 meses

Agora, se inicia a fase oral, quando tudo é levado à boca auxiliando o bebê a conhecer o que o cerca. A descoberta do dedão do pé, que também vai para a boca acontece por volta dos seis meses.

A partir do 4º mês o papai entra em cena e passa a despertar o interesse do bebê. Nesta etapa, o bebê também começa a sorrir para outras pessoas, que não sejam de seu convívio familiar. Ele passa a perceber diferença entre as pessoas de sua família, com quem tem mais contato, e estranhos. Também começa a interagir com o meio onde vive e demonstrar emoções através de expressões faciais.

6 meses

Quando o bebê completa seu primeiro semestre de vida, se iniciam as vocalizes, ou seja, ele começa a gostar de produzir e ouvir os próprios sons. Já está mais forte e é capaz de rolar, pegar e segurar com as mãos um brinquedo.

Já compreende algumas palavras que são usadas repetidamente e pode atender com o olhar quando o chamam.

7 aos 9 meses

Nesta fase, o bebê se torna mais curioso e quer mexer no que está ao seu alcance. Gosta de atirar os objetos para testar o movimento e ouvir o barulho que faz. Já pode sentar sozinho e a partir dos oito meses pode se arrastar ou engatinhar e aos nove meses começar a tentar andar apoiando-se em objetos.

Começam as manhas, pois percebe que consegue as coisas com papai e mamãe através do choro. Mas chora muito quando é separado da mãe e fica ansioso na presença de estranhos.

Descobre o conforto e a ajuda para dormir em um objeto que ele mesmo escolhe, pode ser naninha, cobertor ou algum bonequinho.

Introduz algumas palavras aos sons que emite, como por exemplo, “papá” e “mamá” e pode associar gestos aos sons como acenar em “tchau-tchau”.

10 meses a 1 ano

Já tem noção de causa e efeito, sabe o que acontece se um objeto é atirado ao chão por exemplo. Também relaciona objetos com sua utilização, como o uso do telefone no ouvido.

1 e 2 anos

Mamãe prepare-se para correr! Nesta etapa, são dados os primeiros passos e aí ninguém segura mais! Nesta fase, a criança anda e, às vezes, senta no chão e chora quando não alcança seu objetivo.

Ela também pede colo porque é desta maneira que pode ficar pertinho dos pais.

A criança consegue, ainda, com essa idade, comer sozinha, mesmo que ainda derrube alimentos sem querer ou jogue alguns deles fora do prato de propósito.

Pode até mesmo vestir peças fáceis de roupas e desabotoar os botões. Algumas já tentam – e conseguem – colocar um chinelo ou sapato sem cadarço sozinhas.

Nesta etapa, o bebê descobre o “não”, mais como imitação por enquanto. E começa a imitar os pais e crianças mais velhas.

Aos 2 anos a conquista mais importante é a fala, o vocabulário está maior e já consegue formar frases.

Cada bebê tem seu próprio ritmo de desenvolvimento

Essas são as características que mais se destacam em cada uma das faixas etárias até os dois anos de idade. Porém, mamãe, não podemos nos esquecer, como já foi dito no início do artigo, que cada criança tem o seu próprio ritmo de desenvolvimento, umas mais rápidas e outras mais lentas.

O importante é tentar identificar o ritmo de seu bebê e procurar auxiliar sempre respeitando seu tempo e suas conquistas.

Ficou com dúvida? Entre em contato para esclarecermos e, se quiser, conte pra gente alguma travessura do seu bebê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *